Atividades extracurriculares ajudam no desenvolvimento pessoal

Por: Audrey Feitosa

Praticar atividade física, aprender uma língua nova, interagir com o computador e tantas outras atividades, estão marcando cada vez mais presença no dia a dia das crianças. Os cursos extracurriculares, que podem ser oferecidos pela própria escola fora do horário de aula ou em escolas especializadas, são importantes para a evolução das crianças para o futuro.

Segundo a psicóloga Dra. Kátia T. Aguilera, a convivência da garotada com novos aprendizados, ajuda a aprimorar a capacidade de guardar as novas informações. “Quanto mais interessada em aprender, maior é a segurança pessoal. A maturidade da criança melhora sua adaptação ao ambiente em que vive”, completa.

Antes de realizar a matricular em qualquer atividade, os pais precisam saber em qual área os filhos demonstram interesse. Os esportes são ótimos para o desenvolvimento corporal, disciplinar e emocional, valoriza a autoestima e controla seu peso. Cursos de língua estrangeira auxiliam no reconhecimento das diferenças. Os cursos de dança contribuem para o equilíbrio da postura corporal. E as aulas de instrumentos musicais ajudam no ritmo e despertam a atenção para fixar o aprendizado escolar.

Mirella Ballet
A dança ajuda na postura e equilíbrio da Mirella

Mas vale resaltar que o excesso é prejudicial. Adriana Ramires é mãe de três filhos, e dois deles, Henrique, nove anos e Mirella, quatro anos, fazem atividades fora do horário da escola. “Os dois fazem Kumon, que ajuda muito no desenvolvimento intelectual e no desempenho na escola, e a Mirella faz ballet na escola. Acho muito bom, ocupa o tempo, contribui para o desenvolvimento físico e emocional, são meios importantes de socialização” diz a mãe. Adriana ainda completa dizendo ser importante que a criança sinta prazer em executar tal atividade para que não seja mais uma cobrança.

Para os jovens e adultos essas atividades também são importantes. Amanda Nunes, 31 anos, acabou de completar o curso de atores da Escola de Atores Wolf Maya de São Paulo e viu no teatro seu lazer, descanso do trabalho e ainda ajudou a trabalhar a timidez. “Eu era muito tímida  achava que não ia conseguir pisar num palco com centenas de pessoas me olhando. Mas estar no palco é algo incrível, inexplicável. Enfim, não só o teatro, mas qualquer outra atividade como dança, é muito bom para a evolução da pessoa como ser humano. Nas aulas eu aprendi a me conectar melhor com outras pessoas e a me comunicar melhor. Acho que não tem idade para se fazer alguma atividade extracurricular” conta Amanda.

Amanda teatro
O teatro ajuda controlar a timidez da Amanda

Editado por Amanda Campo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s