Brasileiros aumentam movimentação econômica nos cinemas

Por Caroline Dias

Infográfico: Caroline DiasUma pesquisa feita pelo Pyxis Consumo, ferramenta de dimensionamento de mercado, do IBOPE Inteligência, apontou que até o fim de 2012, os brasileiros devem movimentar R$1,992 bilhão nos cinemas nacionais, um aumento de 13% em relação a 2011.

A classe B, que compreende pessoas com renda média de 6.500 reais e representa 24% dos domicílios brasileiros, foi a classe que mais movimentou o setor com um total de 55% dos gastos na área, um potencial de consumo de R$ 1,08 bilhão. Em seguida aparece a classe C,  com salários até 2 mil reais, representando 53% dos lares do país e 23% (R$ 449,52 milhões) do gasto com cinema. A classe A, com 2,6% dos domicílios em área urbana, responde por 21,25%, ou R$ 423,46 milhões e as classes D e E 20,58% dos domicílios, 1,57%, igual a 31,22 milhões.

Segundo Eder de Oliveira, especialista em cinema e produtor do portal cultural Cinema e Pipoca, o aumento de espectadores de classes mais baixas ocorre por causa do fácil acesso da população aos filmes. “O acúmulo de cinemas dentro dos shoppings e a facilidade de se acompanhar um filme hoje em dia, leva a possibilidade de inserção das mais diversas categorias. Ver um filme deixou de ser um programa elitizado”, explica Eder.

O Brasil está entre os 10 países do mundo em venda de ingressos para o cinema. Nos últimos cinco anos, a tecnologia 3D garantiu a ampliação do setor em uma média de 8% ao ano. Hoje ele responde por 40% das exibições. Nos próximos três anos, o número de salas de cinema no Brasil deve atingir a marca de 3.250 unidades, crescimento de 35% em relação ao número atual.

Eder conta que apesar de toda essa diversidade e amadurecimento do cinema nacional, ainda há um longo caminho a percorrer. “Os profissionais precisam sair do meio comum das comédias e encontrar novos gêneros. E é muito importante que alguns espectadores parem de cultivar a visão que de o cinema nacional é ruim. Além disso, é preciso que os governos invistam mais em cultura, em festivais e mostras de cinema. Perceber que o cinema é um agregador de conhecimento é o primeiro passo para a sua evolução”.

 

Editado por Andressa Cruz

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s