Número de brasileiros em viagem cresceu 18,5% em quatro anos, aponta estudo

Michelle Lopes

Por Michelle Lopes

Estudo realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) para o Ministério do Turismo revela que os brasileiros nunca viajaram tanto. Em 2011, 58,9 milhões de pessoas fizeram pelo menos uma viagem doméstica. O crescimento registrado foi de 18,5%, comparado a 2007, em que o número de viajantes era de 49,7 milhões. O aumento se deve principalmente pela inclusão do turismo no consumo da população de baixa renda, que responde por 21% dos viajantes.

Os dados pertecem ao Estudo da Demanda Turística Doméstica 2012, que pesquisou o perfil das viagens realizadas no ano passado por 39 mil famílias brasileiras. O gasto médio per capita ao turismo também cresceu 18%: passou de R$ 956,90 por pessoa, em 2007, para R$ 1.128,30 em 2011.

O número de viagens domésticas realizadas saltou de 161 milhões em 2007 para 191 milhões em 2011.A estudante universitária Natália Beraldi concorda com a crescente facilidade para viajar nos últimos anos: “A última viagem que fiz para o Nordeste foi em 2004. No mês que vem vou com a minha família ficar uma semana em Porto de Galinhas. Será a primeira vez que vamos tirar ‘férias em família’ de verdade”.

O aumento no número de viagens internacionais foi ainda maior. Enquanto em 2007, apenas 2,7% das famílias haviam viajado para o exterior, em 2001 esse número chegou a 4,3%, um aumento de 57%. “Acredito que o aumento de renda contribui para o crescimento nos números das viagens e as facilidades encontradas são fundamentais. As pessoas estão vendo que é possível fazer intercâmbio, por exemplo, sem correr riscos. Faz tempo que eu tenho vontade de fazer isso, e talvez o fato de estar conseguindo isso agora tenha a ver com essas questões apontadas no estudo”, explica Laura Mestres, que fará intercâmbio universitário no fim do ano durante três meses em Orlando, Estados Unidos.

Estudo da Demanda Turística Doméstica

O principal motivo para a movimentação interna dos brasileiros é o lazer, correspondente a 81,4% das viagens. O meio de transporte mais utilizado para isso continua sendo o carro: a cada 100 pessoas em viagem, 44 usam o automóvel. No entanto, o avião, apresentou o maior crescimento percentual desde o último estudo, 50%. Em 2007, 11,3% dos viajantes utilizavam o tranporte aéreo, agora são 17%.

Com relação a hospedagem, o Estudo mostra que 64 pessoas a cada 100 preferem se hospedar na casa de amigos e parentes. Ao passo que as outras formas de hospedagem, como hotéis, pousadas ou imóveis alugados registraram queda percentual.

O poder de distribuição de renda do setor foi um dos pontos abordados também pelo Estudo. Para cada R$ 1,00 gasto pelos turistas nordestinos no Sudeste, entram R$ 2,95 provenientes dessa região no Nordeste. A principal região mais emissora de viagens domésticas é a Sudeste, que representa 40,8%, seguida do Nordeste, 25,8%, e Sul, 17,7%.

Michelle Lopes


Editado por Jéssica Kruck

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s