Meditação aumenta os números de dobras no córtex, aponta pesquisa

Giulia Cirilo

Por Giulia Cirilo

Uma nova pesquisa desenvolvida pela equipe do Laboratory of Neuro localizada na Universidade da Califórnia (UCLA), apontou que pessoas que meditam por muitos anos possuem mais dobras no córtex cerebral do que as pessoas que nunca exercitaram a prática, e esse fenômeno pode ocasionar um melhor processamento de informações.

A mesma equipe, liderada pelo o cientista Eileen Luders, já havia feito uma pesquisa na área que apontou anteriormente que a prática da meditação tornava o cérebro mais espesso e fortalecia a conexão entre as células cerebrais. Porém, esta nova descoberta publicada na revista Frontiers in Human Neuroscience, detectou que a quantidade de dobras no córtex está extremante ligada à quantidade de anos que a pessoa meditou e essa pode ser mais uma prova da neuroplasticidade do cérebro, que é a habilidade do órgão  alterar-se ou se adaptar-se em resposta a estímulos externos.

Para avaliar como o processo cerebral se dava, os pesquisadores fizeram exames de ressonância magnética em 50 praticantes de meditação, dos quais 28 eram homens e 22 mulheres e este mesmo grupo foi comparado a outro de não praticantes que possuíam um perfil semelhante de idade e sexo.

Foi então que a equipe descobriu que havia grande diferença na incidência das dobras nos que tinham por costume meditar, mas a melhor revelação foi de ter encontrado uma correlação positiva entre o número de anos de meditação e a quantidade de dobras, especialmente em uma região específica do cérebro conhecida como ínsula, uma estrutura relacionada às emoções humanas.

Giulia Cirilo
Quanto maior o tempo da prática de meditação, maiores os benefícios

Para Luders essa relação é extremante importante, pois estudos apontam que a ínsula funciona como integrador entre a emoção e o raciocínio. Talvez por conta deste fator, pessoas que praticam a meditação tendem a ser mais controladas emocionalmente e conseguem com mais facilidade praticar o exercício de introspecção e consciência.

O córtex é uma camada externa do cérebro que tem papel fundamental na memória, atenção, pensamento e consciência, enquanto os dobramentos corticais são o processo pelo o qual a superfície do cérebro se altera para criar sulcos e dobras, acontecimentos que promovem uma melhor formação cerebral e agilizam os processos nervosos.

Editado por Giuliana A. Wolf

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s