Mulher tem maior tendência ao consumo de cocaína

Por Mirela Von Zuben

Uma pesquisa feita pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) revela que mulheres têm maior propensão à dependência do uso de cocaína do que homens. Mesmo que eles sejam maioria quando contabilizado o número de usuários de cada gênero, devido a estímulos do próprio organismo da mulher, elas têm uma tendência maior ao consumo vicioso.

O estudo ouviu cerca de 4,6 mil pessoas com mais de 14 anos em 149 cidades brasileiras, sendo que 6,8% dos homens já usaram cocaína aspirada uma vez na vida, contra 1,7% das mulheres. Nos resultados, 40% dos entrevistados do sexo feminino diz usar a droga mais de duas vezes por semana ou todo dia, número que entre o masculino é de 24%. Além disso, 54% das mulheres se renderam ao vício, contra 46% dos homens.

Especialistas afirmam que o caso se deve ao funcionamento do organismo da mulher e aos hormônios presentes exclusivamente ou em maior quantidade nelas, que potencializam o efeito. Além disso, o agravante do ciclo menstrual interfere no vício também, por que o corpo se adapta a uma configuração quando o uso da droga é interrompido, mas o ciclo menstrual muda e o corpo entende que deve mudar também.

A pesquisa aponta ainda que as mulheres tem maior tendência a misturar cocaína com álcool do que os homens e que o Brasil é o segundo maior consumidor da droga no mundo, ficando atrás apenas dos EUA.

_

Editado por Natália Beraldi

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s