Home Office: tendência entre jovens empreendedores

Por Luísa Fogaça

Trabalhar em casa já virou comum, e jovens empreendedores, com dinamismo e conectados o dia todo estão fazendo crescer as estatísticas de home office no Brasil e no mundo.  A habilidade para executar várias atividades ao mesmo tempo, também caracteriza o novo empreendedor, o qual faz crescer o trabalho remoto (trabalho em casa) com a criação de pequenas empresas e negócios, gerenciados de dentro da própria casa.

No Brasil, segundo uma pesquisa realizada pelo Sebrae junto ao IBQP (Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade), os jovens adultos de 25 a 34 anos somam 22,4% no aumento da abertura de novos negócios, seguido dos que mais cresceram desde 2002, com 7,4%, os que possuem de 18 a 24 anos.

A possibilidade e comodidade de estar em casa trabalhando trouxe à geração “Y” oportunidades de negócios em diversas áreas, e com mais facilidade, o que aumentou o interesse e a produtividade para as empresas contratantes, ou até mesmo para ter a confiança de abrir e gerenciar seu próprio empreendimento. Podemos dizer que este também foi agravante para o crescimento de 47% dos trabalhos remotos neste país (ver infográfico).

Paula Rolim, 27 anos, formada em economia pela UFPR trabalhou durante muito tempo em agências bancárias e diferentes empresas e, há nove meses fez de sua casa seu escritório em São Paulo. A economista afirma ter melhorado sua produtividade, mesmo que atuando em uma área diferente da qual ela saía de casa para trabalhar. “O bom mesmo é poder fazer meus horários, por que não perco tempo com o trajeto para a empresa e não pego trânsito. Vou da cama para a mesa onde fica meu computador em segundos”, diz Paula.

Outra pesquisa divulgada dia 15, realizada pela Universidade de Stanford, EUA, constatou através de experimentos com profissionais, que o home office faz bem para o trabalhador e para empresa, que lucra com a maior produtividade de seu funcionário.  A melhora no desempenho foi de 13%, e foi constatada a redução de 40% nos problemas relacionados à saúde dos profissionais expostos à experiência.

Inovar e empreender, mesmo que seja dentro de casa, pode ser um desafio de sucesso profissional e pessoal. A juventude empreendedora pode apostar no novo modelo crescente de exercer seu trabalho, o home office, que vem cada vez mais com novas possibilidades de aproveitamento, interatividade e conforto.

Áudio – Home Office, Paula Rolim

 Editado por Mirela Von Zuben

4 comentários

  1. Lu! Adorei o seu post. Muito bom mesmo!
    Eu sempre sonhei em trabalhar em casa. Conforto e horarios escolhidos por mim podem ser a melhor escolha para um bom resultado de trabalho!

  2. Luísa, adorei a matéria, parabéns! O tempo que nós, moradores da cidade de SP, gastamos para ir ao trabalho, poderia ser aproveitado fazendo Home Office, vou pedir a minha chefe rsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s