Aumenta interesse pelo português do Brasil

Por Giuliana Ananias Wolf

De acordo com divulgação feita pelo Ministério do Trabalho, somente no primeiro trimestre de 2012 houve um aumento de 24% no número de pessoas que pediram visto para trabalhar no Brasil. Tanto a atual crise europeia, quanto a lenta recuperação dos Estados Unidos da crise de 2009, fez com que os jovens e os empresários de outros países passassem a prestar mais atenção no mercado brasileiro, que está em contínua expansão. Por consequência, junto com este dado, aumentou também o número de interessados em estudar o português brasileiro.

Em São Paulo, cidade do Brasil que mais recebeu estrangeiros com a finalidade de trabalho neste ano, muitas escolas e universidades apontam este aumento. A PUC-SP, por exemplo, divulgou que somente em 2012 o número de alunos estrangeiros interessados em aprender o português dobrou, saltando de 50, para 100.

Na região metropolitana de Campinas, no entanto, apesar da existência de fábricas multinacionais, o número de alunos interessados não parece ter aumentado, segundo indicam escolas de idioma. Para Andrea Marques, da escola Winning, de Piracicaba, “houve sim um ápice, mas foi no momento da instalação das fábricas, logo que a Hyundai abriu, entre 2010 e 2011. Era para aprender o básico, só para os funcionários serem capazes de estabelecer uma comunicação mínima durante esse período.”.

Segundo Mariana Ávila, da escola de idiomas Pégasus, muitas vezes os estrangeiros preferem aprender com o convívio no trabalho, ou familia – para aqueles que vêm ao Brasil por terem se casado com alguém daqui -, pois o valor da aula ainda é alto e nem sempre é custeado pelas empresas contratantes. Apesar disso, ainda segundo Marina, percebe-se um aumento de, pelo menos, 100% na procura por tradução juramentada de documentos com objetivo de mudança para o Brasil, outro indício do interesse estrangeiro pelo país.

O italiano Zeno Fiocco, estudante de medicina, teve a oportunidade de estudar em Joinville, no sul do Brasil, por seis meses em 2011, e diz ter escolhido o país, entre outras razões, por ser um dos mais famosos do mundo e por acreditar que o português pode lhe ser útil no futuro, tanto pelo iminente crescimento econômico brasileiro, quanto pela ambição que cativa de trabalhar com a cura de doenças tropicais.

“O português foi algo natural e prazeroso de aprender. Hoje, aqui na Itália, não tenho tanto contato com o mundo brasileiro e a língua, mas acho que poderá me ajudar no futuro, com o crescimento do Brasil, considero morar no país por pelo menos alguns anos”.

Editado por Stephanie dos Santos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s