Jovens são maioria nos acidentes de trânsito em Campinas

Por Jéssica Kruck

Um levantamento feito pela EMDEC (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas) aponta o aumento no número de acidentes de trânsito e traça um perfil das vítimas. O estudo relaciona esse aumento ao crescimento da frota de veículos em Campinas. Com esses dados, as campanhas de conscientização da população são elaboradas para atingir o grupo de risco apontado na pesquisa.

Esse ano, a campanha “Cuide-se! Na moto, o para-choque é você“, como o próprio título indica, tem como foco os acidentes com motos. Uma resposta ao aumento de 475% no índice de motociclistas vítimas de acidentes de trânsito na cidade.

Confira abaixo um infográfico que traz os principais dados do levantamento:

Editado por Natália Beraldi

6 comentários

    1. De fato, o governo adotou a redução do IPI para estimular a compra de novos veículos.
      O problema é que a resposta a esse aumento não inclui alterações na infraestrutura das cidades.

  1. O Brasil não tem estrutura para comportar esse aumento de frota. Mas somos induzidos, desde pequenos, à idéia de que só vamos ser felizes se tivermos nosso próprio carro e/ou moto. Infelizmente, o país foi criado, cresceu dessa forma.

    1. Mesmo com investimentos na melhoria da estrutura, a reeducação tem que ser feita.
      Eu defendo uma mudança a partir de ações educativas, como a citada no noticiário.

  2. Eu concordo que o país não tem estrutura para este aumento de carros, e que nós somos estimulados, desde cedo, a querer nosso próprio carro. Mas nem seria necessário tanto estímulo, basta entrarmos nos ônibus de manhã, com ele sempre cheio, sem lugares para nos sentarmos, com alguns motoristas que correm como uns loucos. Eu tento defender o transporte público, mas não consigo não pensar em como seria bom ter meu próprio carro quando me encontro nestas situações. E isso é quase todo dia.
    Concordo também com as campanhas de conscientização da população sobre o trânsito, e quanto antes isso acontecer, melhor será. Mas concomitante a isso é preciso maior investimento em transporte público, desde os pontos de ônibus até o treinamento dos motoristas e cobradores, aumento de frotas, etc.

    1. Concordo com vários pontos levantados.
      Acho que muitas pessoas ficam divididas entre usar o transporte público e adquirir um carro.
      E no final, as motos são uma solução mais barata e prática pra escapar dos ônibus lotados e dos congestionamentos.
      Só que a segurança não pode ficar de lado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s