Mais da metade dos trabalhadores da saúde ainda não se vacinou contra a gripe em Sumaré

Por Caroline Dias

Mesmo sendo eficaz e segura, a vacina não atrai os funcinários

A Vigilância Epidemiológica de Sumaré divulgou nesta semana que apenas 49% dos funcionários que trabalham na área da saúde do município tomaram a vacina contra a gripe. A meta é imunizar 4.105 trabalhadores, mas até o momento apenas 2.038 se vacinaram.

A dose trivalente imuniza contra gripes sazonais e a influenza A (H1N1), conhecida como gripe suína. A baixa no número de procura dos trabalhadores acontece desde o começo da campanha, em maio, quando apenas 2% da classe havia se vacinado. Segundo a Vigilância, isso acontece por não ser uma vacina obrigatória, e sim oferecida. Os funcionários se acomodam e não buscam se prevenir, mesmo com toda a campanha feita dentro dos postos de saúde.

Se comparada a outras cidades da região, como Campinas que já vacinou 90% de seus funcionários e Paulínia que imunizou 78%, Sumaré fica muito aquém do esperado, mesmo com o número crescente de adesão no decorrer da campanha. O percentual continua muito baixo por se tratar de pessoas que lidam diariamente com o vírus da doença.

Além dos funcionários da saúde, a Campanha do Ministério da Saúde visa imunizar idosos com mais de 60 anos, gestantes, crianças de seis meses a um ano e onze meses e população indígena. O público alvo da campanha deve procurar a unidade de saúde mais próxima de casa. Em Sumaré foram vacinadas até o momento 22.702 pessoas, 69% do esperado.

Editado por Danilo Pessôa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s