Workshop debateu a sustentabilidade de acordo com as propostas da Rio+20

Monique Ribeiro

Monique Ribeiro

O workshop “Economia Verde: Oportunidades e desafios para a Região Metropolitana de Campinas”, com a finalidade de debater o alinhamento da pauta da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável – a Rio+20, ocorreu nesta noite no Campus I da PUC-Campinas.

O evento com a  exposição de cinco convidados: Andréa Struchel, docente do curso de Especialização em Gestão Pública; Ernesto Dimas Paulella, coordenador do curso de Especialização em Gestão Pública; o prefeito de Pedreira, Hamilton Bernardes Júnior, o Presidente do Conselho Deliberativo da RMC, Francisco Sierra Caballero, da Universidade de Sevilha e o membro do Comitê Paulista para a Rio+20, Vanderson Silva. No final os convidados chegaram a conclusão de que, para haver eficiência nas decisões que serão tomadas no evento que segue até amanhã, 22, no Rio de Janeiro, é necessário conscientização e mobilização da população.

Monique Ribeiro
Na foto, da esquerda para a direita: Vanderson Silva, Adauto Roberto e Francisco Sierra Caballero da Universidade de Sevilha

Para isso, é preciso primeiro investir na educação, básica e depois ambiental, sem contar o papel das empresas – tanto públicas quanto privadas – no que se diz respeito ao reconhecimento do papel fundamental que elas possuem nessa jornada em busca do desenvolvimento econômico e social atrelado à sustentabilidade. “O setor público deve ser o guardião do meio ambiente. Somente o desenvolvimento econômico não garante a sustentabilidade do planeta de forma alguma.”, enfatizou Paulella.

Monique Ribeiro
Estudantes do Centro de Ciências Econômicas acompanham o workshop

Durante entrevista, o diretor da Faculdade de Ciências Econômicas da PUC-Campinas, Adauto Roberto, comentou que com as discussões e questões levantadas durante a Rio+20, todos esperam chegar a decisões e ações que levem a um processo produtivo mais eficiente, menos agressivo ao meio ambiente e mais  amigável ao homem. “Desejamos uma sociedade de mais abundância e com menos desigualdades, porém, com menos danos aos recursos naturais a e dignidade humana. Isto está presente na Rio +20 e cabe a toda sociedade levar estes anseios para sua vida cotidiana, seu espaço no mundo. Desta forma estamos procurando repercutir estes anseios na região de Campinas também.”

Ao fim do evento, foi proposto pelo diretor e todos os convidados que participaram do debate, um fórum de acompanhamento dosdesdobramentos da Rio+20 para a RMC,  o objetivo é o de acompanhar as experiências e projetos bem sucedidos na região envolvendo economia verde (sustentável), bem como propor novos projetos e ações, tanto para o setor público quanto para o privado.

Acompanhe mais sobre a Rio+20 clicando aqui, com o noticiário de Jéssica Caldeira.

Editado por Danilo Zanini

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s