Brasil tem mais de R$ 5 bilhões em moedas fora de circulação

Amanda dos Reis

Amanda dos Reis

Por onde andam as moedas do Brasil? Você pode não saber a resposta, porém a cada quatro moedas emitidas pela Casa da Moeda desde o início do Plano Real, uma deixou de circular. Um problema para os comerciantes de todo o país, como Luis Carlos S. Neto, de São Paulo. Para ele, a preguiça é a única explicação para as pessoas deixarem de usá-las.

O artesão Belorges Garcia de Toledo acredita que acumular moedas em casa atrapalha o comércio, que acaba por ficar sem troco. Já para o garçom Paulo C. da Rocha, o que não falta no restaurante onde ele trabalha são moedas, voltar o troco corretamente não é um problema recorrente.

Contudo uma pesquisa inédita do Banco Central mostra que atualmente 27% do dinheiro em metal está parado: há 5,134 bilhões de moedas fora de circulação. Isso quer dizer que os brasileiro têm 508,3 milhões de reais depositados em cofres ou perdidos no fundo de alguma gaveta, ou até mesmo no cantinho do sofá.

Amanda dos Reis
Silvia Domiciano mostra as moedas que acumula na carteira.


A campineira Silvia Regina M. Domiciano revelou que costumava guardar suas moedas no porquinho, porém hoje prefere não acumulá-las e confessa que ainda hoje acumula as moedas por não gostar de usá-las, mas que sempre que pode se livra delas. O mesmo diz Maria Isabel R. da Silva de Votuporanga, que não gosta de ver as moedas fazerem peso na sua bolsa.

Se caso administração do Banco Central resolvesse emitir todas as mais de 5 bilhões de moedas que deixaram de circular, o Brasil teria de gastar 1,1 bilhões de reais para produzi-las. Um valor significativo para o país e quem paga a conta é sociedade, mas não em moedas.

Amanda Ap. Bento é balconista e assume que nem sai de casa com as moedas, ela as guarda e as esquece em algum lugar. Comportamento que justificaria o fato de 5% de todas as moedas produzidas anualmente saírem de circulação.

Todavia parece que o grande vilão dessa história é o inofensivo cofrinho, que apesar de tudo é um ótimo instrumento para educação financeira. Geralmente essa é uma das primeiras noções econômicas que os pais costumam passar aos filhos. O professor de finanças José Carlos Valente explica que moedas em cofre não rendem nada e que o correto é depositá-las de tempos em tempos na poupança. O que significa que o poder de compra dessa moeda será preservado e ainda haverá um rendimento.

Editado por Gabriela Rossi

1 comentário

  1. Nos estados unidos em 1990 exitiam $ 1063,00 em moedas por habitante(fonte: Calculo J. Stewart), no Brasil conforme esses dados apresentados, são apenas R$ 95,00 por habitantes. Ou seja as nossas moedas estão circulando muito bem se comparado com os Estados Unidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s