A população brasileira é uma das que mais acessam redes sociais, aponta pesquisa

Rayssa Fagundes

Passar uma parte do dia sem acesso a uma rede social tem se tornado uma tarefa difícil para algumas pessoas, afirmação comprovada pela pesquisa Wave 6 , divulgada recentemente. Ouvindo 41.738 pessoas de 62 países, ela mapeou o crescimento e as tendências das mídias sociais em todo mundo.

O que é Wave 6?

A Wave existe desde 2006 e se trata de uma pesquisa realizada pela agência americana UM. Ela é feita anualmente e visa analisar o crescimento das mídias em todo o mundo.

A Wave 1 abrangeu apenas 11 países e a cada ano aumenta sua atuação chegando a 62, em sua sexta edição.

Seus resultados comprovam, com números, o que já é possível observar em todo o mundo. Cada vez mais as pessoas sentem a necessidade de estar conectadas ao mundo virtual. As Waves trazem ao público não só o panorama no que diz respeito ao crescimento das mídias, mas também às tendências da internet. Para conferir  um vídeo com os resultados da Wave 6 clique aqui.

Resultados da pesquisa

Com base nos resultados obtidos, os últimos dois anos foram significativos para o crescimento no número de usuários das redes sociais e também para o crescimento no número de acessos. Em 2009, aproximadamente 15% das pessoas afirmaram utilizá-las e hoje esse  percentual quase triplicou chegando a 42,9%.

Em 2011, mais de 40%  dos entrevistados afirmaram que sentiam  como se estivissem perdendo algo importante quando não podiam acessar seus perfis nas redes sociais, chamando a atenção para essa nova tendência de comportamento.

O Brasil foi um dos países estudados e superou a China, referência quando o assunto é o número de registros nas redes de relacionamento, e um dado importante foi revelado:  75% dos entrevistados brasileiros afirmaram que as redes são parte fundamental de suas vidas. Segundo a maior parte deles, a preocupação com a preservação da privacidade fica em segundo plano.

Tendências

Os microblogs, como o Twitter, têm aumentado sua difusão, enquanto a criação de perfis em sites de relacionamento, como o Facebook, vem gradativamente estagnando. Contudo, a pesquisa revela apenas uma mudança real: os perfis não são criados a todo momento, mas as pessoas têm passado mais tempo utilizando aqueles que já têm. Atualmente, independente da faixa etária, as pessoas passam mais tempo ao longo da semana na internet – uma média de 13 horas. Segundo a pesquisa divulgada, um fator que vem contribuindo para que isso ocorra é a portabilidade trazida pelos celulares e tablets, que permitem o acesso à internet de qualquer lugar. A Wave 6 traz também resultados importantes para as grandes marcas, que indicam que as mídias sociais são o melhor caminho para alcançar o público.

Confira os sites e termos mais acessados:

Editado Monique Ribeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s